qual-e-o-segredo-do-deadmau5

Post escrito por Ilan Kriger, dj e produtor de Curitiba PR, Muito interessante.

Você pode não gostar da linha de som que o produtor canadense faz, muito menos das suas declarações contra os Djs, mas ninguém pode negar que ele consegue alcançar uma qualidade acima da média.

Como será que ele atinge esse nível? Plug-ins especiais, mixagem, utilização de hardwares (sintetizadores), diversos seqüenciadores em combinação, masterização ou tudo isso em conjunto? Se o seu interesse for de apenas imitar o tipo de som (timbres e padrões) que ele cria, o Youtube é um prato cheio para isso. Mas se o seu interesse é a qualidade final da sua música siga em frente.

Pesquisei na Internet alguns vídeos e entrevistas para obter algumas respostas:

Tempo: As vezes é necessário um bom tempo para afinar a mixagem de uma música. Ele odeia fazer remixes com pressa pois muitas vezes o resultado final não fica bom. “Não importa o que você precise fazer, mas faça um mix final muito bem polido”.

Sequenciador: Deadma5 é adepto do Cubase mas ele não dispensa o Ableton e o Reason para produzir em Rewire (em conjunto) bem como utiliza  o Reaktor da Native Instruments. A idéia é pegar o que cada software tem de melhor.

Sintetizador de hardware: Muitos produtores que estão fazendo fama atualmente produzem apenas com um laptop munido de softwares, o canadense indica a utilização de hardwares ou o produto final vai soar muito digital.

Groove: Em todas as suas músicas ele cria grooves colocando elementos sempre um pouco a frente ou atrás de onde normalmente estariam.

Ritmos: Ao invés de se prender a estrutura básica do 4×4, ele utiliza complicados ritmos orientais (não sou especialista neste assunto, alguém pode dar uma força?!).

Grupos: Zimmerman (nome do produtor do rato morto) salienta que se dois sons forem roteados para um mesmo compressor um pode acabar cancelando o outro. Ele não especifica quais canais devem ser comprimidos juntos,  mas dá o exemplo entre Kick e um Open Hat, que se forem comprimidos em um mesmo local Open Hat vai acabar diminuindo o volume do Kick.

Masterização: Pelo trabalho bem feito no mix, a masterização é feita apenas para dar alguns retoques. “A masterização é realmente uma arte, eu fico louco quando tenho sons legais mas que em conjunto não funcionam bem”.

Gravações transparentes: “…quando é possível escutar cada nuance dos sons. Esse é um trabalho de colocar cada som em sua devida freqüência.

Deadmau5 e Glenn Miller masterizando uma música em um estúdio profissional?!

Esse vídeo me deixou bem curioso, ele foi postado pelo homem rato em pessoa. Na descrição no Youtube está claro que eles estão iniciando uma sessão de masterização, mas parece que o engenheiro vai mixar a música novamente.

Mucking about in the studio

Não acredito que ele faça esse tipo de processo com todas as suas músicas (deixando o trabalho sujo para um terceiro), mas sim que ele fez uma ou algumas vezes para aprender alguns truques.

Questões para discussão:

Você conhece alguém que masterize música eletrônica profissionalmente no Brasil? Como é o resultado?
Você conhece alguém que mandou masterizar em um estúdio gringo?

Fontes:

http://www.residentadvisor.net/feature-read.aspx?id=972

http://blog.wired.com/underwire/2009/03/sxsw-deadmau5-t.html

http://www.ilankriger.net/tutorial/qual-e-o-segredo-do-deadmau5/#more-2605

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s